Quem Somos

Conheça nossa história

O Centro de Inovação em Produção de Energia (EPIC) foi o resultado de um edital em 2017 da FAPESP-Equinor para a criação de um centro de pesquisa de engenharia em gestão de reservatórios e produção de campos de petróleo e gás.

Nós iniciamos nossas atividades em fevereiro de 2019, na Universidade de Campinas (Unicamp), que abriga cursos de pós-graduação em engenharia de petróleo e geologia há mais de trinta anos.

O EPIC foi projetado para desenvolver soluções inovadoras para a otimização e gestão da produção de petróleo, buscando aumentar a eficiência, o controle e a automação da recuperação e exploração de recursos de petróleo e gás nos campos offshore brasileiros.

Nossa abordagem é: com processos e máquinas mais eficientes, aumentar a recuperação com menor consumo de energia e, consequentemente, menores emissões de carbono. A magnitude dos recursos petrolíferos para a economia brasileira e paulista é muito significativa.

Na primeira conferência anual realizada na Unicamp, em novembro de 2019, especialistas internacionais convidados avaliaram planos de trabalho, sugeriram direções e manifestaram seu entusiasmo pela cooperação com o EPIC.

A Equinor tem a ambição de ter a intensidade de emissões de carbono provenientes da sua energia produzida, considerando desde a produção até o consumo, sejam menos da metade em 2050 comparadas as de 2020. Globalmente se espera atingir operações neutras em carbono até 2030.

A parceria com o EPIC pode colaborar com pesquisas e desenvolvimento de tecnologias e soluções que suportem as ambições de aumento da eficiência energética. Um outro importante passo é acelerar a descarbonização, e para isso a Equinor conta com a parceria com a UNICAMP no desenvolvimento de competência com foco em CCUS (Captura e Armazenamento de Carbono), onde foi estabelecida a primeira disciplina sobre o tema na pós-graduação da Faculdade de Engenharia Mecânica.

Além disso, melhorar a eficiência dos processos, a diversificação e a integração dos sistemas de produção de energia são estratégias importantes para reduzir as emissões de carbono. Por essa razão, o escopo do EPIC foi ampliado desde o início, para englobar pesquisa e inovação na área de Energia e Recursos Naturais.